ENTENDA O SITE

11/07/2021 0 Por Divino Leitão

HATEBOOK

As redes sociais foram uma evolução em relação ao BBS ou de antigos sistemas que não vemos mais, tais como os pioneiros: ICQ, Orkut ou, indo mais atrás, o famoso mIRC, que já me deu muitos prazeres e amizades.

Facebook Flags Declaration Of Independence As Hate Speech | eTeknix

Claro que nestas redes também havia picuinhas, mas eram exceções e não a regra e o mais importante, a administração do sistema só intervia em casos graves ou flagrante descumprimento das leis de cada pais, o resto era livre expressão, que — sem qualquer dúvida — ainda é a maior conquista da Internet.

Vivemos tempos difíceis, onde milionários (ir)responsáveis que administram estes sistemas, acham que podem moldar o mundo com sua visão pessoal e nada mais fazem do que tantos já fizeram e fracassaram. Nem preciso citar nomes, vocês sabem.

Faz tempo que estou insatisfeito com esta situação, porém estou ligado a muitas pessoas que são a razão de eu ainda frequentar tais lugares, onde infelizmente a situação vai de mal a pior.

Evito a maioria destas redes, embora esteja em todas, porém raramente frequento, a exceção é o tal “Hatebook”, com o qual acabei desenvolvendo vínculos demais e agora preciso quebrá-los, porém sem prejudicar os vínculos com as pessoas e também com atividades profissionais… meu maior erro.

Para conversar com as pessoas sempre há opções privadas, mas os compromissos que assumi em grupos, páginas e outras correlações não é tão simples de ser quebrado, sem um prejuízo financeiro razoável.

REDE INVERSA

Não sei se vai funcionar, mas decidi que ao invés de entrar em uma rede social, devo investir em uma rede pessoal, onde pretendo concentrar tudo que faço… pessoal e profissional.

Fazia assim quando começou a Internet e funcionava, até cair na armadilha de usar um sistema que atrai as pessoas, me esquecendo que atrai pessoas boas e também de outros tipos, que prefiro que fiquem lá no seu mundinho e não invadam o meu.

Pequeno Príncipe | Sticker Squid

Então este espaço é o início desta espécie de rede invertida, onde pretendo juntar apenas as pessoas que compartilhem de minha visão da vida, ou a aceitem sem querer “mudar o mundo”.

“Ninguém muda o mundo, o que mudamos é a nossa forma de interagir com ele.” (Divino Leitão)

Se você acha que é uma proposta válida, já deu o primeiro passo vindo conhecer, então sente-se, a casa também é sua e não precisa sair compartilhando e chamando pessoas, exceto se entender que elas se sentirão bem visitando este espaço, onde espero reunir poucos e bons e não um milhão de falsos amigos.

COMO APOIAR

O banner no topo faz parte também de uma nova situação que enfrento, que é estar sem trabalho, sem grana e pensei que talvez possa usar um talento nato — que muitos nunca vão concordar que seja talento — para encarar uma situação, que espero seja provisória.

Lembrando que tudo é provisório.

Neste site, meus textos estão disponíveis, você pode ler, interagir, compartilhar — autorizo desde já — onde quiser . No link do banner o que tem é uma proposta profissional, que ofereço a quem esteja em condições, para ajudar em um momento complicado. Em troca ofereço o pouco que ainda tenho… minha mente, minhas letrinhas.

Em breve as coisas estarão melhores ou não vai importar mais, espero que ao melhorar eu possa oferecer mais. como sempre fiz e pretendo continuar a fazer, enquanto me for permitido.

Seu comentário é útil… compartilhar o banner também, participar será maravilhoso. Obrigado.