LEIA E INTERAJA COM MEUS LIVROS

05/07/2021 0 Por Divino Leitão

RESUMINDO

Como muitos, nesta pandemia estou sem conseguir trabalhar, preso em casa e como não suporto ficar sem ter o que fazer, estou fazendo o que faço melhor… escrever.

Algumas pessoas dizem gostar de meus textos então decidi dar a elas uma oportunidade de fazer algo totalmente fora da caixa e ao mesmo tempo me dar uma ajuda financeira nesta crise.

Não precisa acordar o escorpião no bolso… se está pior que eu ou não é um de meus 17 leitores, tá tranquilo, apenas saiba que em breve tem três livros meus sendo publicados, explico tudo detalhadamente, mas para quem está com outras coisas para fazer e não vai ter tempo de ler tudo agora, é simples…

Cada livro vai te custar R$ 35,00, um valor simbólico, mas que pode me ajudar a pagar algumas contas. Um deles já está pronto, estou revisando e logo estará publicado, é uma FC, que escrevi no início desde século e já tem material para várias coletâneas. Esta será a primeira.

Os outros dois são bem pessoais. No primeiro vou contar alguns causos de passagens minhas por cenários do início da era dos computadores no Brasil, são histórias em que fui protagonista e algumas nunca foram contadas, bem bastidor mesmo, inclusive com alguns podres e bizarrices.

O outro é biografia mesmo, vou espremendo a cuca e ver o que tem de interessante. Inclusive não tenho planos para terminar este último, então estou incluindo ele apenas como bonus, talvez morra antes de terminar e aí ele provavelmente vai valer mais 😎

Você, que topar ser uma benemérita apoiadora ou conspícuo apoiador pode escolher um dos dois primeiros. Levando os dois, ganha o da bio — sim, o que não sei se vou terminar — mas não se preocupe que não terá que esperar, pois parte dos livros já está disponível e mais do que ler, você poderá dar pitacos, fazer perguntas e até me livrar de passar vergonha, dizendo onde posso melhorar, direto no original, enquanto vou escrevendo.

Eu disse que seria fora da caixinha ?

E quando publicar, sua cópia será exclusivíssima, com seus comentários, só os seus. Em uma edição especial, assinada e com um agradecimento muito especial. Até a capa você pode fazer do seu jeito, basta mandar uma imagem que farei com sua capa exclusiva.

Tudo por meio digital, não sei se vou imprimir, porque isso está custando “um rim” e preciso do meu.

Nas se decidir imprimir, você terá sua versão impressa e desconto do valor final o adiantamento que me fez.

Tem mais… se quiser imprimir você mesmo, para dar de presente a alguém, eu autorizo.

Só não autorizo comercializar né? Bom, na verdade posso autorizar sim, mas teremos que conversar a respeito e aí poderá ter sua autorização para uma edição restrita.

É isso, as opções de compra estão logo a seguir e depois vem um monte de esclarecimentos, que você vai ler apenas se te interessar.

Você pode comprar só este e depois o outro e ganha a bio. Vale até a publicação dos livros.

Promoção exclusiva para os 50 primeiros. Leve dois livros por R$ 60,00 e ganhe o terceiro.

Você pode comprar só este e depois o outro e ganha a bio. Vale até a publicação dos livros.

COMO FUNCIONA…

É bem simples… me proponho a finalizar três livros e você será uma espécie de mecenas. Pagando uma cota para ler enquanto ainda estão sendo escritos.

Pode fazer perguntas, dar sugestões… vamos poder conversar diretamente no texto original.

Um livros já está pronto, estou apenas fazendo uma revisão. Os outros dois estão sendo escritos e tem já uma parte bem grande pronta. E creia ou não… escrevo mais rápido do que você lê.

Se quiser mais detalhes de como isso é possível, fale diretamente comigo que explico. Caso não tenha meus dados, entre no link abaixo, onde tem todas as formas de contato que disponho atualmente. Clique no QR code, leia em seu celular ou digite a url…

about.me/divino

O ABOUT.ME é um webapp que permite colocar dados pessoais e mantê-los atualizados. Aproveita e faz também o seu lá, é grátis e muito prático. O primeiro que entra no site pega o link com seu nome e também existe uma versão pró, que você pode adquirir, mas é opcional e dispensável.

O QUE VOCÊ GANHA?

Ao final do processo, na fase de publicação de cada livro, você terá direito a uma versão original, única e exclusiva, com todos os seus comentários, se houver. Autografada e com uma dedicatória de agradecimento. Trata-se de uma versão em formato e-book, ou seja, digital, que você poderá — opcionalmente — imprimir e inclusive com autorização explicita, para presentear quem quiser com ela. Na forma que desejar.

Apenas não autorizo o uso desta cópia para fins comerciais, mas se for o caso podermos negociar isso.

No entanto, se eu conseguir fazer também a versão impressa, você poderá adquirir a mesma pelo preço de custo, mais o envio. Descontarei do valor total a a sua contribuição com a cota que está adquirindo, que vou considerar como um adiantamento e que faço questão de devolver.

Só não posso garantir que haverá uma edição impressa, mas se existir, você terá a sua com um belo desconto.

A cota para cada livro é de R$ 35,00, mas o livro da biografia não está incluído. Este você terá acesso gratuito, caso contribua com as cotas dos outros dois.

Isso totaliza R$ 70,00 e não haverá cobranças adicionais. É pagamento único e nada mais, clica lá na loja ou volte ao primeiro parágrafo, caso não tenha visto as opções lá.

Prefiro não cobrar pela autobiografia, porque não sei quando vai terminar ou mesmo se vai terminar. Posso ir para outro plano antes e não creio que alguém vá se interessar em terminar. Neste caso você continuará com acesso a parte já escrita… Só não poderei retornar mais seus comentários.

Outra opção — caso ocorra meu passamento prematuro — é ter alguém interessado em publicar. Não se acanhe de me procurar para conversar — antes, é claro — a respeito. Tenho uma herdeira e assino qualquer contrato para isso, desde que ela tenha direito a royalties justos.

Sou suspeito para afirmar, mas tenho a impressão que minhas memórias dariam uma boa leitura. Quem quiser conferir, basta adquirir as cotas dos outros dois livros.

Então repetindo: O investimento total, para acompanhar os 3 livros será de R$ 70,00. Por favor, não peça descontos nem gratuidade, seria injusto com quem está pagando e para mim também ;8)

Caso não possa assumir as duas cotas agora, escolha apenas um livro e posteriormente poderá adquirir o segundo. Nesta ocasião terá acesso ao terceiro, da mesma forma.

O conteúdo dos livros estão descritos na continuação do texto, veja qual estilo pode te interessar ou pegue todos. Lembrando que no momento em que um deles for publicado a proposta está extinta e só vale para quem adquirir durante o processo.

COMO PAGAR…

No momento vou aceitar PIX ou depósito bancário. Se quiser outra opção então fale comigo e posso considerar outro formato.

O PIX é minha preferência e caso ainda não tenha um, saiba que também sou consultor nesta “nova moeda” e te explico o que for necessário. Se ainda não usa, te garanto que irá precisar em breve, não é uma opção. Então que seja agora, estou às ordens também para isso.

A consultoria para o PIX é totalmente gratuita, nunca cobrei para fazer isso, Pode pedir mesmo que não possa apoiar o projeto.

Se comprar pela loja já tem todas as instruções, mas se resolver fazer de forma independente precisa me enviar o recibo e um e-mail de contato, ou não terei como te enviar a autorização para ler os livros.

Use apenas o e-mail divcontas@gmail.com para isso, pois estarei de olho nele.

Por gentileza, use apenas os valores exatos: R$ 35,00 (um livro) ou R$ 70,00 (dois livros e o brinde). Se for pedir mais de um — um presente, para outra pessoa — precisa preencher um para cada. Se forem muitos, novamente peço para entrar em contato.

Desde já agradeço ter vindo, mesmo que não tenha interesse em participar ou talvez não possa neste momento. Neste caso o convite permanece até que os livros sejam publicados… depois não vai ter mais 🙂

A previsão de publicação é que aconteça o mais rápido possível, espero que antes do final de 2021, quando os dois primeiros livros já estarão em condição de serem publicados.

Por enquanto considero apenas Amazon para isso. Aceito sugestões.

E agradeço imensamente se fizer a gentileza de compartilhar esta página com amigos ou pessoas que considere que possam se interessar pelo projeto. Isso certamente me ajudaria ainda mais.

Segue o detalhamento e esclarecimentos de onde surgiu este projeto, leia que é interessante.

OS DETALHES…

Desnecessário repetir que este porco está “falido e mal pago”, caso contrário, provavelmente usaria os processos tradicionais, sem ter que passar o chapéu entre amigos, parentes e distraídos que vieram dar uma olhada por curiosidade e não desistiram lá no início.

Não estou — ainda — morando embaixo de uma ponte ou passando fome, mas é apenas porque ainda existem pessoas que me ajudam no básico. Porém é bastante deprimente não poder pagar minhas próprias contas.

É uma situação nova, que preciso reverter e espero nunca mais ter que enfrentar.

E sim… se a COVID deixar, saio desta situação, falta muito para eu ser derrotado. Mas até lá, preciso sim de ajuda e explico a razão. logo a seguir.

HUMOR, PARA RELAXAR

Sempre brinco nas redes — cada vez menos sociais — dizendo que tenho 17 leitores. Essa era a piada preferida do Agamenon Mendes Pedreira, inesquecível personagem do humor dos “Cassetas”.

O mais chato nesta piada é que talvez eu nem tenha tantos leitores assim.

Neste presente momento, me sinto como o próprio Agamenon, um repórter em decadência, com apenas 17 leitores e morando em um Dodger Dart enferrujado, na frente do jornal O Globo. Quem nunca acreditou que ele existe, veja a foto.

Para evitar aceitar este triste destino, tento tocar a vida com várias atividades, porém parece que todos os possíveis clientes também estão tão falidos como eu.

Crio sites, ofereço consultoria e tantas outras coisas que faço bem, mas não tem funcionado, afinal ninguém tem dinheiro para pagar.

Por isso decidi focar nestes livros, que já habitavam a gaveta ou minha mente. E o método nem precisei inventar, apenas copio o que escritores — muito melhores que eu — já fizeram: Escrever e deixar apoiadores participarem do processo.

Quem sabe funciona e descubro que tenho mais leitores do que o Agamenon.

LIVRO INTERATIVO

Livro é algo que você só costuma ler quando o autor termina, publica e vende. Até porque são raros os autores que permitem que alguém tenha acesso a sua obra antes de concluída, as vezes o próprio editor fica implorando para isso e não consegue.

Não é meu caso, eu até gosto de ouvir palpites no que faço, adoro trabalhar em parceria e não ligo se estiver escrevendo, desenhando ou qualquer outra coisa e alguém ficar olhando por cima do ombro.

Então decidi tentar “ganhar o pão” com algo que gosto e algumas pessoas dizem que faço bem. Sou suspeito para dizer que sim ou não, mas escrever está em meu DNA.

Três livros ao mesmo tempo pode parecer algo estranho, mas se fizer um só, acabo me desmotivando, não consigo focar em apenas uma atividade. E na verdade, dois são praticamente sobre o mesmo assunto e o outro estou apenas revisando. Então não tem nada complicado.

 

Este aí, da imagem logo acima, comecei a escrever em 2002. Já terminei e tenho material para pelo menos mais duas duas edições em formato de série.

Na primeira vez resolvi publicar como um Blog, mas foi um equivoco, as pessoas não entenderam o propósito, então estou revisando tudo para publicar em formato de e=book. Certamente será o primeiro que vou publicar.

A história de como comecei a escrever este livro já daria um outro livro, um dia escrevo mais sobre isso.

Este outro, estou escrevendo do zero. Estive presente em muitos acontecimentos importantes, desde o início da micro informática no Brasil — a partir dos anos 80 — e vou contar tudo isso, em primeira pessoa.

Algumas passagens, os mais chegados já viram em “causos” esporádicos que publiquei em sites, blogs ou redes sociais. Agora vou contar a história completa de cada um destes “causos”.

Haverá algumas passagens que imagino irão incomodar algumas pessoas, porém esta é justamente a parte que faço a maior questão de contar ao invés da versão romantizada que publicam em jornais ou na Internet.

Serão muitos “causos”, alinhavados pela minha presença em diversos cenários, desde os anos 70, embora nesta época eu tenha sido menos protagonista, apenas começava a participar de algumas coisas, pois era praticamente um moleque. Mas já começava a me envolver.

Tudo começou com jogos, seja de computador ou outros, pois sempre tive fascinação pelos jogos.

Entretanto, as histórias vão muito além dos jogos, eles foram apenas minha porta de entrada. Trabalhei muito como editor e até em questões de hardware, que absolutamente não é meu forte, mas se precisar eu faço, como bom faz-tudo ou Handyman, como diz a música do James Taylor, que adiciono para ouvirem enquanto prossigo.

Meu ponto forte sempre foram as publicações estive muitas vezes em posições chave e tem uns lances que ninguém sequer pode imaginar, especialmente no que diz respeito ao micro Amiga, cuja verdadeira história no Brasil é muito pouco conhecida.

Há também uma revista sobre jogos, que poucos ouviram falar e os que ouviram não sabem exatamente o que aconteceu ali. Agora vão saber, em primeira mão, sem meios termos. Para ler a tal revista, procure no Datassete.org, um site muito importante, que ajuda a preservar a memória da informática.

Mas o ponto alto foi a revista Micro Sistemas, que teve sua publicação encerrada nos anos 80, Em 2009 decidi reviver a MS, só porque estava com saudades.

O terceiro livro é uma BIO, que não tenho sequer intenção de publicar no momento.

Como andei “cavocando” a porca memória para escrever o livro dos “causos” achei por bem, escrever também as outras lembranças que iam sendo despertadas.

Estou apenas organizando e facultando o acesso. Diferente das outras duas obras, não há um prazo definido para publicação, isso vai depender de muitas questões, inclusive eu permanecer vivo para escrever tudo.

Minha vida não tem tanta coisa relevante, porém foi marcada por algumas situações bem incomuns, que todas as vezes que conto, percebo que até servem de inspiração para algumas pessoas. Como a história de minha filha, com a qual dou início ao livro, os méritos são mais dela do que meus…

Tavane já nasceu PCD, por uma espécie de “acidente” mas é tudo muito mais complexo que isso. Ela foi condenada — precipitadamente — à uma curta existência. Muitos “doutores” disseram que ela não passaria dos 5 anos e queriam que eu aceitasse isso.

Claro que não aceitei, tanto que ela já passou de seus 30 anos bem no ano em que escrevo estas linhas. Apesar de ter deficiência cerebral, que a limita bastante, tem uma saúde de ferro. Começo por ela porque no momento em que escrevo tudo isso, ela vive uma vida paralela a minha, estou privado de sua presença no momento e tenho uma vontade enorme de contar isso, mas é algo que sei que me trará problemas, então vou aguardar e ver se compensa, mesmo porque ouço muito se falar em “mães heroínas” mas pouco se fala de mães omissas e canalhas.

Tem outras coisas ainda mais “cabulosas”, que também nunca tive coragem de sequer tocar no assunto, exceto para algumas pessoas muito próximas. Mas precisam ser escritas, ou talvez não precise…
Não é uma questão de lavar roupa suja em público, mas de não querer ter roupa suja guardada no sótão da memória.

E claro…. tem coisas bem legais também.
Só não posso prometer que termino, mas se a bio emparelhar com minha idade atual, não haverá muito mais a dizer… não creio que o futuro ainda me traga alto tão excepcional quanto foi o passado, para o bem e para o mal.

Aí será o momento de publicar… não antes.

IMITANDO QUEM SABE

Ao criar este projeto, sequer estou sendo original, outros já fizeram, como vou demonstrar agora, com dois autores que admiro, um pelo sucesso como autor, outro pelo sucesso, como pessoa e amigo, além de grande autor.

Talvez você nem lembre, mas logo no início deste século, Stephen King, fez algo parecido com o que faço agora.

SK é considerado como o primeiro autor a escrever direto para seus leitores, sem intermediários e usando a internet, praticamente online, subvertendo o formato tradicional, paradoxalmente o mesmo formato que fez dele um escritor rico e famoso.

Quer relembrar a história? Clique no livro e veja um texto da revista Super Interessante, sobre isso.

Estou longe de “chegar aos pés” do mestre King, mesmo assim nada impede que siga seu exemplo.

Mas tenho que lembrar que — na verdade — ele não foi o primeiro autor que fez isso. Foi apenas o primeiro a fazer na Internet, mas bem antes dele um outro autor — que alguns nem vão se lembrar — fez a mesma coisa, porém usando cartas…

Cartas escritas à mão, usando o tal do “correio-lesma”.

E sim, eu estava lá, por isso sei como foi, de um ponto de vista único, o mesmo que estou oferecendo a quem quiser abraçar esta ideia.

CARTAS DA MÃE

Henfil é mais conhecido por seus desenhos, mas também era escritor e dos melhores. Conheci seu trabalho primeiro através de seu livro “Henfil na China”, que recomendo a quem nunca viu, mostra uma imagem da China que poucos foram capazes de mostrar.

Só depois conheci o Fradim e todo o universo de personagens fantásticos que Henfil criou.

A volta da coleção Fradim e a chegada de São Marcos à telas - Rede Brasil Atual

Quero lembrar também que Henfil só não se tornou tão — ou mais — famoso que King porque nos deixou muito cedo.

Um de seus livros — acredito que seu último — foi escrito de uma forma bastante inusitada. Primeiramente sendo publicado aos poucos e praticamente em “tempo real” em jornais e revistas.

O “CARTAS DA MÃE” surgiu a partir de cartas reais que trocava com sua mãe e outras pessoas que o amavam. Foi em um período difícil, quando mudou-se para os EUA, para tentar tratar da hemofilia, que acabou vencendo a batalha.

Quase que seus quadrinhos do Fradim ou Graúna também fizeram sucesso nos EUA, mas acabaram proibidos, os norte-americanos não estavam preparados para o humor ácido e preciso do Henfil.

Alias os brasileiros também não estavam, ele foi muito censurado por aqui também e curiosamente tudo que criticou lá nos anos 70 estão acontecendo nos dias atuais, só que fora da ficção… acontecem na vida real.

Por esta época eu devia ter lá meus 14 anos e apesar de mal e mal conhecer seu trabalho, resolvi também escrever para ele, exatamente nesta época, quando se encontrava nos EUA.

Lia seus relatos e quis participar mais, então mandei umas cartas, ele respondeu e fez mais… publicou alguns de meus escritos. Quando me perguntou se podia, a resposta foi:

— Quem eu tenho que matar?

Esta dedicatória eu ganhei quando finalmente pude conhecer o ídolo pessoalmente, justamente em um dos lançamentos deste livro. Lembrou-se de mim e fez este carinho, isso que é autógrafo.

Acho que não chorei na hora, mas sempre que vejo isso descem algumas lágrimas. É difícil passar a noção do que significou, para mim, esta interação e estas palavras …

Choro porque ele praticamente adivinhou e viveu praticamente só mais estes 6 anos. Nos deixou em 1988, justo quando estava conquistando novos espaços.

O livro só está preservado, porque minha irmã caçula, “meio que roubou” este e outros títulos que eu guardava do Henfil. Nunca pedi de volta, porque se estivessem comigo provavelmente já os teria perdido, sou péssimo para guardar as coisas.

Depois encontrei mais vezes com Henfil e uma delas foi muito espetacular, está lá na BIO. Mas talvez se alguém pesquisar pesquisarem nos milhares de causos, que já confiei a mãe de todas as redes, pode encontrar.

Dou uma dica: Envolve militares — que Henfil detestava — e um certo endereço em uma ladeira de Copacabana.

A quem está lembrando — muito apropriadamente — que não havia internet ou qualquer coisa parecida em 1981, repito que Henfil não publicou as “Cartas da Mãe” na Internet, fez isso em colunas de jornais, para os quais escrevia e quem era seu fá, acompanhava fielmente. Depois escreveu os textos em forma de colunas na revista “Isto é” e finalmente o livro foi publicado.

O que pretendo fazer é algo parecido, vou escrever algumas “cartas para minha mãe” e quem quiser interagir com um autor nem um pouco conhecido tem essa oportunidade — única — de Interagir com um autor, enquanto ele escreve sua obra. Praticamente fazendo parte dela.

LEIA ENQUANTO ESCREVO

Pois é… assim como fizeram Henfil e depois o SK, pensei em uma forma das pessoas interessadas em minhas letrinhas poderem ler imediatamente o conteúdo destes 3 livros, antes da publicação e ao mesmo tempo apoiar meu projeto.

A ideia é oferecer a leitura em tempo real, ao mesmo tempo em que posso bater um papo com os leitores diretamente na obra. Quem permite este pequeno truque é o Drive, do Google.

Cada leitor vai ter sua interação publicada em sua edição exclusiva e durante a obra todos os participantes verão esses comentários e as respostas.

A conversa comigo é totalmente opcional, mas me sentirei honrado se ela acontecer e tudo que falarmos estará preservado na versão exclusiva que cada um irá receber.

Sua versão não será pública é entre cada colaborador e eu, em versão única.

Então é isso, fico a disposição para qualquer esclarecimento extra e agradeço imensamente só por você ter lido até aqui, ainda que não possa — ou não queira — participar com um apoio financeiro.

Meu mais sincero obrigado.