APOIE DOIS LIVROS LEIA TRÊS

APOIE DOIS LIVROS LEIA TRÊS

23/07/2021 0 Por Divino Leitão

O QUE VEM A SER ESSA BAGAÇA?

A ledora leitora e o legente leitor já tiveram a oportunidade de acompanhar uma obra enquanto ainda está sendo escrita?

E ainda com auxílio luxuoso de poder conversar com o autor enquanto este escreve, fazendo perguntas, dando pitacos e até mesmo corrigindo algum erro, praticamente atuando como copiloto…

Ilustração de desenhos animados de cabine de jato empresarial moderno | Vetor Grátis

Quem nunca teve esta oportunidade não sabe o que está perdendo. Este escrevinhador compulsivo já teve, mais de uma vez e está abrindo esta opção com quatro obras simultâneas.

Eram três e agora são quatro… decidi criar um outro. Quando estiver começado, explico melhor com novo texto.

Uma das obras é uma FC, já finalizada e agora em processo de revisão, a outra, uma coleção de “causos” em primeira pessoa de alguém que esteve em muitos eventos relacionados com a história da informática no Brasil e conta bastidores que você nem imaginava que existiram. A terceira é uma BIO do autor, esta vai de brinde… na verdade só terá acesso a ela, quem comprar as outras duas.

As duas primeiras, serão publicadas em formato digital e a BIO não tem previsão de término, tanto pela maior quantidade de informação quanto a sua importância, como obra, já que o autor não é exatamente uma pessoa pública ou famosa, no entanto viveu situações que talvez possam interessar, é brinde justamente por isso, não é possível ter compromisso com algo que pode ser interrompido, sem aviso prévio, independente da vontade do autor… se é que entende.

Neste caso fatídico você ainda poderá baixar a versão disponível e guardar, apenas para uso pessoal.

PORQUE 3 DE UMA VEZ?

Quem me conhece sabe que escrevo compulsoriamente e de repente entendi que ao invés de ficar fazendo “textões” em redes sociais, seria mais produtivo escrever com o objetivo de publicar e como já participei de experiências diversas de escrever com alguém “olhando por cima do ombro” decidi criar uma metodologia para isso. Me inspirei na experiência de autores bem mais famosos, como Stephen King, que foi pioneiro neste tipo de publicação.

As pessoas que aceitarem participar, estarão contribuindo para a sobrevivência de um artista e podem participar de um experimento único.

Para participar é bem simples, apenas clique em loja, ali no menu superior ou na imagem logo a seguir.

Clique na Loja - Home | Facebook

Você pode escolher apenas uma obra ou adquirir duas e neste caso ganha o direito de acompanhar a BIO, que só estará disponível neste formato. Não será oferecida individualmente, até porque não sei quando — ou se — será terminada, pois posso deixar este mundo antes de finalizar e neste caso você fica só com a parte que eu conseguir contar até lá.

Espero terminar todos e ainda fazer outros, a FC — por exemplo — está apenas na primeira coletânea e espero poder fazer mais, inclusive — quem sabe? — incentivar outros autores a também escrever sobre o tema, que tem uma história interessante, sobre um futuro que pode ser até provável. Na verdade Crônicas das Colônias nasceu de um experimento de escrever a diversas mãos, que deu muito certo, em redes sociais anteriores a própria Internet.

PARA QUEM É DESTINADO?

Sempre serão muito bem-vindos, tanto meus 17 leitores quanto outros que talvez queiram aumentar este pequeno grupo.

Se você gosta de ler, espero que esta experiência seja de seu interesse. Sei que FC é uma paixão para quem gosta mas pode ser um tormento para quem não aprecia.

A história contemporânea da informática no Brasil é um assunto que também interessa a muitos e ainda que minha participação nela possa não ser tão relevante, trata-se de história, contada por quem esteve lá e não por quem ouviu dizer. E tem muitos bastidores, ou seja, coisas inéditas, diferentes do blá-blá-blá das noticias e claro… algumas partes bem sórdidas, porque na informática também tem vilões… sei lá, talvez eu mesmo seja o vilão, como no filme “Um dia de fúria”, excelente obra de Joel Schumacher, estrelado por Michael Douglas, onde as coisas nunca são o que parecem.

Quanto a BIO… pode não ter “grandes coisas”. Provavelmente é tão importante quanto a de qualquer pessoa e não sou exatamente alguém super bem sucedido, mas muitas das passagens que vou contar foram inspiradoras para algumas pessoas a quem já contei e quando comparo com as vidas de pessoas comuns — assim como eu — e que conheço bem, percebo que passei por situações bastante incomuns, então escrevo sobre isso apenas para deixar o registro, você decide se é interessante ou não.

Ser escritor: 30 reflexões de autores famosos - Pensador