BRASIL x EUA

BRASIL x EUA

10/08/2022 0 Por Divino Leitão

Nas famosas eleições de 2020, nos EUA, vimos um presidente que era considerado um fenômeno de popularidade, perder para um cara que praticamente era um desconhecido, embora tivesse uma carreira política pautada justamente por não se destacar.

Responda, por gentileza e anote ai… pois falarei disso mais a frente. Quem é que no Brasil fez a mesma coisa?

Nas redes sociais “conquistei” muitos “fãs” justo porque nadava contra a corrente e comemorava a derrota de Tramp, quando a maioria das pessoas que comentavam o tema, lamentavam por Tramp e “garantiam” que esse erro histórico ia ser revertido. Não rolou…

Nunca gostei de Tramp (por isso escrevo seu nome assim) e sempre tive a desconfiança que seu segundo mandato nos levaria a uma terceira guerra mundial, só um pressentimento ruim, coisa de um velho besta e curioso, nunca afirmei que o faria… só que achava perigosa a sua posição, especialmente contra a China.

E pensar que no final das contas, estamos caminhando para lá, com outros protagonistas, mas melhor que não sejam os EUA. Minha opinião sobre isso está nesta imagem que criei como arte para uma caneca. A parte do StormTrooper vi na Internet, o resto adicionei.

Se quiser encomendar uma, basta seguir o QR Code, também faço sublimação para sobreviver.

Mais que as questões governamentais, me interessei por Tramp e busquei me informar sobre sua vida, como gosto de fazer com as pessoas que se destacam no cenário.

O que vi foi um cara que foi contra sua família, que tratou mal seu próprio irmão — que sempre se destacou mais que ele — agindo de forma bastante suspeita, depois fez o mesmo com o pai, até conseguir as rédeas de uma fortuna que conseguiu fazer crescer com práticas bastante questionáveis e o que veio depois foi ainda pior, basta observar o sucesso de seu programa de TV, onde a meta era humilhar o que chamava de “perdedores”.

Banner do programa “O Aprendiz” apresentado por Donald Trump.

Também vi operações com a máfia, especialmente a máfia russa, que eu não saberia dizer o quanto é mais danosa que a italiana ou a chinesa, o fato é que ele se entendia com todos, demonstrando que a única coisa que não pode ser chamado é de “burro”, na verdade o Tamp sempre foi um espertalhão.

Seu governo foi considerado pela mídia como “excelente” mas eu não saberia dizer, não moro nos EUA e mal tenho tempo de me inteirar sobre o que acontece na política brasileira. Pelo que posso entender das notícias que circulam, ele usurpou o que seria um desejo dos norte americanos.

Um de seus primeiros atos foi atacar os mexicanos, com aquela história de construir um muro e ainda fazer os mexicanos pagarem por ele… coisa de filho de construtor — que herdou a empresa — só que nem chegou a começar a “obra”, mas bateu bastante na tecla da “superioridade” dos norte americanos, em uma fala de triste lembrança, que conhecemos bem e uma agressividade com todos os imigrantes, raramente vista nos EUA.

Enfim, estou esclarecendo porque EU não gosto do Tramp. Não pretendo convencer ninguém de que ele não presta, se você gosta dele, parabéns, continuo gostando de você do mesmo jeito… ou não, caso as discordâncias forem além de um simples cara que “se acha”. Já se não conhece a história do Tramp… então pesquise, tire suas conclusões. A mim não importa quem gosta dele ou não, importa o que penso dele e isso não vai mudar só porque foi presidente.

Quero deixar claro que não sou “democrata” ou “republicano” isso vale lá para os EUA, aqui no Brasil isso é irrelevante, tanto quanto achar que aqui só existem a “esquerda” e a “direita”. Não temos aqui o mesmo posicionamento político que existe nos EUA, as coisas funcionam de forma bem diferrnte.

Aqui as pessoas seguem nomes e não legendas, se o Bolsonaro entrar para o PC, não vai perder seus eleitores mas talvez ganhe alguns do partido comunista. Só não sonhem com isso.

Já o Lula, quando colocou Alckmin como seu vice, demonstrou claramente que fará alianças até com o capeta (este não, porque o capeta não toparia) para atingir seu único objetivo na vida, que é apenas se manter no poder… não sei quais eram as intenções do Lula antes, mas é fato que o poder o enlouqueceu, a ponto de não perceber que tudo que roubou jamais poderá gastar consigo mesmo, pode apenas distribuir para que o deixem fora da prisão e este é mais um motivo para querer tanto a presidência… não voltar para lá.

Mas ele tenta aproveitar a vida, vive como um milionário, enquanto faz discurso dizendo que em nossas casas basta uma TV… realmente é um “sem noção”.

Imagem de Lula sentado ao lado de uma pilha de dinheiro, com um balão dizendo: Sou rico sim,, mas é tudo furto do meu trabalho.

Já os objetivos dos que o apoiam é fazer o que ele já fez, meter a mão nesta grana. Alguém tem ideia de quanto custou a Lula o STF permitir sua saída da prisão?

Obviamente existem outros, com muito dinheiro, também bancando tudo isso, pois sabem que um cara como o Bolsonaro vai atrapalhar seus planos de longo prazo, então investem em Lula, porque mais 4 anos de Bolsonaro vai causar o pior que poderia acontecer aos que desejam roubar o Brasil, que é o povo aprender a escolher seus representantes e o Brasil crescer, tudo que os filhos do PT impediram de acontecer e apoiados pelos que vieram antes, de triste lembrança.

Mas este texto não é para falar das mazelas dos filhos do PT e tampouco dos méritos e vitórias do Bolsonaro ou até mesmo suas falhas, então vamos tentar ignorar essa desgraça.

A derrota de Tramp deixou vulnerável a questão das eleições em todo o mundo. Ficou claro que houve fraude — dos dois lados — num pais tão cioso de sua infalibilidade e que teve que colocar o rabo entre as pernas, porque assumir que sua democracia falhou — perante o mundo — seria muito pior do que deixar Biden no poder por 4 anos.

Foto do capitólio nos EUA, durante invasão de correligionários de Donald Trump.

Só esqueceram de combinar com o Tramp, que vai espernear até morrer, pois ficar quieto seria o mesmo que levar o pé na bunda que gostava de dar nos participantes de seu programinha asqueroso.

Alguns afirmam que Tramp vai voltar, eu não tenho bola de cristal para saber, mas se depender de mim ou de minha porca opinião eu digo que ele nem chegará a ser candidato novamente, os EUA tem gente melhor, ansiosos pelo cargo e certamente com mais competência.

Aqui no Brasil temos uma famosa urna eletrônica, com mais de 25 anos de “sucesso” e que a cada dia se torna mais suspeita, justamente pela possibilidade de ser usurpada por alguns ministros do supremo tribunal que já demonstraram que não são de confiança.

O maior — e único — argumento destes sujeitinhos desprezíveis é que nunca se comprovou uma fraude nas urnas eletrônicas, que eles afirmam serem infalíveis.

Na verdade já se comprovou sim, tanto fraude quanto incompetência, porém sempre dão um jeito de disfarçar as evidência e impor sua posição, afinal não se autodenominam “supremos” por mero acaso, eles acham mesmo que são. Mas a opinião da população sobre eles é bem diferente, como atesta esta charge, que considero perfeita para definir como agem e o que fazem estes sinistros.
Charge mostrando alguns togados em frente ao Banco da Corrupção e um deles dizendo: Quem tirou os tapumes.

O maior medo de auditoria nas urnas é justamente ficar comprovado que tanto a fraude quanto a incompetência são algo a ser considerado.

Quando alguém chega e diz que precisa melhorar, não está necessariamente preocupado se vão fraudar ou não, mas em ter uma forma de auditar isso… o voto impresso não tem a pretensão de tornar o processo “infalível” pois qualquer pessoa minimamente inteligente sabe que isso é impossível, a ideia é apenas tornar mais difícil de acontecer algo como aconteceu nos EUA em 2020.

Alguém acha que não existem milhares de pessoas trabalhando nos EUA para que isso NUNCA MAIS se repita?

Enquanto isso — aqui no Brasil — temos justamente o ministro que era “responsável” pelo STE, falando uma asnice
grande que até os jumentos devem ficar envergonhados. Ele afirmou claramente que os que desejavam “impor” o voto impresso queriam voltar ao voto em papel, uma estupidez digna apenas dos que acreditaram nele e pior… saiu pelo mundo afora dizendo isso e muitos acreditam, talvez por ignorância.

Quando o presidente Bolsonaro chamou embaixadores do mundo todo para contestar este tipo de posicionamento e lhes oferecer documentos para informarem seus governos do que realmente acontece por aqui, o mesmo ministro que TAMBÉM já havia chamado estes mesmos embaixadores para contar suas lorotas esperneou, xingou e ameaçou, dizendo que o presidente expos o pais ao ridículo.

Ora excelentíssimo sinistro, nosso atual presidente tornou o Brasil mais respeitável perante o mundo, diferente da retardada que o antecedeu, que quando abria a boca só fazia o mundo rir as nossas custas ou o ladrão que a antecedeu, com suas negociatas com ditadores.

Sem contar o patife do ministro que foi até uma vendida câmara de deputados para mudar sua opinião sobre a adição do voto impresso. Desde quando isso é papel de um ministro do STF? Eles não tem que interferir nos demais poderes e isso é uma questão constitucional.

E não foi o único ministro do STF a rasgar a constituição que deveria defender, estão quebrando todos os limites, parecem até jumentos encurralados, que não sabem mais o que fazer, até que um cabo e um soldado lhes coloquem algemas.
Desenho do recruta Zero e Sargento Tainha rindo e abraçados.
Isso provavelmente não vai acontecer, afinal precisamos posar para o mundo, assim como fizeram os norte americanos, quando não colocaram um par de algemas no seu ex-presidente quando este ordenou a seus seguidores que invadissem o capitólio dos EUA, um ato que ninguém jamais imaginaria que fosse ocorrer por este motivo.

E aqui no Brasil as pessoas tratando tudo como um grande jogo de futebol, que se deixarem vai acabar em 7 x 1, ou seja, não basta perder para os alemães, mas pelo menos estes tem tradição no futebol, os EUA não tem nenhuma, alias odeiam o que chamam de “soccer” só tentam se manter neste esporte — do qual mudam até o nome — pela mania de superioridade, mas até agora só passaram vergonha.

Não me preocupa passar vergonha no futebol, mas me preocupa que as eleições possam ser fraudadas e justo em uma época em que os brasileiros — FINALMENTE — começam a entender quem é que manda.

Não é o Bolsonaro que “manda” mas o povo, só que primeiro precisamos entender que não pode votar em um palhaço ou em um ex-BBB, ou em canalhas conhecidos, o voto é para quem tem competência para nos representar e não para um idiota famoso qualquer ou alguém que faz da política uma vergonhosa profissão.

Essa mudança vai impactar também os partidos, pois se acostumaram muito mal em roubar dinheiro público, algo que começa nos salários altíssimos de representantes do povo, são os maiores do mundo, nenhum país paga tão bem a seus políticos e ainda assim querem roubar mais.

É evidente que uma vez que o povo aprenda a votar, as coisas vão mudar no cenário político, um representante que vá contra os desejos de quem o elegeu não terá nunca mais os mesmos votos.

O mais interessante é que pessoas que sempre fugiram do exercício da política também acabaram chutando o pau da barraca.

Outro dia vi uma entrevista da Dra. Nise Yamaguch, aquela doce senhora que foi praticamente “estuprada” em sua dignidade, perante um bando de cães que se diziam representantes do povo e ao vivo, para todos verem, os caras são tão idiotas e presunçosos que nem percebem que agredir alguém desta forma em rede nacional é um tiro no pé tão grande que vão perder os dois pés e não apenas um.

Mesmo assim ainda existem os que veem esta total falta de preparo de um parlamentar como piada. Existem muitos incapazes que não conseguem perceber quem é o verdadeiro vilão da história, o autor da “charge” a seguir é um deles.

Uma charge sem qualquer humor tentando retratar o momento em que a doutora Nise Yamaguchi sofre uma tentativa de humilhação da parte do senador Otto Alencar, que tenta sabatina-la com perguntas de jardim da infância a não a deixa responder. na Charge o senador pergunta se ela sabe a diferença entre Bolsonaro e um genocida e ela responde não, ao qual o exremento de senador responde: Exatamente.

Ficou comprovado posteriormente que o “senador” é que estava errado, a doutora respondeu corretamente sua pergunta e foi humilhada e também insultada em sua capacidade profissional por verdadeiro idiota, que se diz “médico”.

Já o chargista apenas aproveitou o momento para demonstrar como pensam os que não tem capacidade de diálogo, então agridem com ofensas bastante graves. O que não percebe é que está ofendendo a si próprio.

A médica e pesquisadora tem um extenso curriculum e simplesmente vai se candidatar ao senado. Na entrevista perguntaram a ela como seria entrar em uma carreira tão distinta, sua resposta foi um primor, elencou todas suas atividades no governo, que exerceu sem ter nenhum cargo eletivo e se autodenominou uma politica que já atuava, porém sem ter um cargo.

Após ver esta entrevista, fiquei com uma preocupação a menos em quem votar para senador. Na verdade já tenho meus dois candidatos, o outro é o nosso ex-ministro de tecnologia, mais conhecido como o astronauta brasileiro, o Marcos Pontes, que em breve passagem pelo cargo fez finalmente os brasileiros saberem para que serve um ministro de tecnologia.

Alias quando foi que os brasileiros se interessaram em saber quem são e o que fazem todos os ministros?

Vivemos uma época em que as pessoas finalmente acordaram para isso, em entender que o ministro não deve estar lá de enfeite, mas para fazer algo. Assim como os deputados e os senadores. Em passado recente não se sabia nem a diferença entre deputados e senadores ou qual sua função, hoje uma boa parte dos brasileiros está pesquisando para saber em quais vai votar e já sabe que não deve votar em NENHUM para reeleição, porque não fizeram o “dever de casa”.

Pena que só posso votar em dois senadores, porque há outros que também mereceriam meu voto… antigamente eu tinha que garimpar. Acredito que nenhum deles estará lá apenas para ser “senador da república” como gostava de encher a boca e dizer aquela lacraia — vulgo amante — que hoje está na presidência do PT, um cargo tão inútil quanto ser comandante da marinha do Paraguay.

Voltando a questão da urna… sei que a maior parte dos brasileiros não tem conhecimento técnico suficiente para saber se a urna eletrônica pode ser fraudada ou não.

Bom… eu tenho e questiono a urna desde que ela foi utilizada pela primeira vez, ou seja, não sou apenas um “Bolsonarista” defendendo alguém a quem eu ache que deva algum favor e há 25 anos eu já tinha conhecimento suficiente em informática para saber que as fraudes seriam bem possíveis, embora obviamente o método anterior fosse ainda pior.

E continua possível fraudar e vou dizer pelo menos uma forma de fazer, independente de ter cédula impressa ou não. Trata-se do mais antigo método de fraudar uma eleição, conhecido como “voto de cabresto”.

Este tipo de fraude independe do método de eleição, apenas pode ser facilitado ou não. Nele o eleitor ou vende seu voto ou é obrigado a votar em determinado candidato, por questões de emprego ou mesmo através de ameaças a si e sua família.

Os dignos sinistros, responsáveis pela “lisura” de todo o processo, dizem que este tipo de voto acabou com a urna eletrônica e nem tem ideia do quanto estão errados, pois ainda é possível sim, fazer o voto de cabresto e só não vou detalhar o método porque é “proibido” divulgar este tipo de informação.

Mas pensem… é fato que também é “proibido” portar câmeras ou filmadoras na hora de votar, mas quem vai verificar isso? A mãe do sinistro que baixou a regra, mas nada faz para que seja cumprida?

E não digo mãe de forma ofensiva, é que as mães quando impões uma medida educativa sabem o que fazer para fiscalizar.

E como vão fiscalizar se a pessoa está com uma câmera ou filmadora lá onde nossa privacidade é garantida?

A câmera pode estar na janela de um prédio, a milhares de metros de distância e apontada para uma urna bem na frente de uma janela. Com a tecnologia atual dá para ver até as digitais de quem está votando e não pensem que isso não acontece, pois há relatos de fatos similares, que são sistematicamente retirados da internet ou do noticiário. Já houve até um evento onde havia uma câmera de vídeo apontada para a urna e instalada dentro da sala de votação e quem acredita que isso é algo impossível é porque realmente não tem noção da capacidade de quem quer praticar uma fraude.

Você mesmo, já deve ter sacado seu celular e filmado ou fotografado seu voto e ainda que descubram, vão fazer o que? Te prender? Se não mantem na prisão um cara que roubou o pais, que moral tem para prender quem quer tirar uma selfie de seu voto?

Você pode procurar mais, vou mostrar apenas um link e tire suas conclusões se é possível ou não fotografar o voto e assim permitir o voto de cabresto. Notem que neste caso ela foi inclusive flagrada por uma pessoa que nem fazia parte do processo.

https://bit.ly/3PeJ6dE

Com a tecnologia atual uma câmera pode ser camuflada num botão da roupa, num óculos, num brinco e assim que sair de lá a pessoa pode entregar a câmera a quem interessa a fraude e comprovar que votou em quem eles querem. E esta será passada para o próximo da fila. Muita ilusão achar que não acontece… no caso ilusão nossa!

Então… ainda acha que as urnas são infalíveis? Pensa num lugar onde, para eleger um prefeito ou vereador precisa de apenas algumas dezenas de votos, realmente pensa que não haverá fraude?

Da mesma forma que este argumento do voto de cabresto serve para comprovar que a fraude ainda pode existir, ele vale para confirmar que a impressão do voto tampouco vai impedir sua continuidade.

Só que esta não é a única forma de fraudar uma eleição, vamos lá para o interior da máquina, com aqueles programas que ninguém sabe o que fazem, já que ao invés de serem de domínio público são mais secretos que processo contra um juiz.

Todos ouvem falar termos ridículos, como zerézima, ou seja um processo fajuto de checar se os dados que estão na urna são os que deveriam estar, ou que antes de lacrar uma urna o sistema passa por uma auditoria que “comprova” isso e aquilo, ou seja o mantra da desinformação que o TSE nos vende. justo o TSE que fala tanto em fakenews, mas é a fonte de muitas delas.
Coloco a seguir o ministro Barroso apresentando uma série de propagandas encomendadas pelo TSE e que ele afirma que foram feitas “gratuitamente” por Nizan Guanaes, conhecido publicitário que faz propaganda para políticos e inclusive foi acusado de participar do mensalão.
Segundo Barroso ele fez as propagandas por puro patriotismo e o TSE não gastou um tostão com isso, claro que omite que a propaganda para ter efeito precisa passar em algum lugar, ou seja, uma forma do TSE conseguir o apoio das redes e televisão, que reclamam do governo não ser mais tão bondoso com eles.
E uma das propagandas — a segunda — traz implícita a mensagem de que o Brasil é um pais enorme, mas com “poucas” estradas, em uma alusão clara para contradizer as obras de Bolsonaro neste sentido. Em seguida afirma que a urna seria a “estrada” para a democracia. É de chorar…. uma hipocrisia de lascar o bico.

Tudo para vender a ideia de que a urna é segura e que contribui para os mais pobres. Pombas, se é tão segura, qual o problema em adicionar o voto impresso, para tornar ainda mais segura?

Mas o que a inteligente leitora e o sofisticado leitor diriam se eu afirmasse que o sistema pode se auto modificar bem no meio do processo e depois voltar a ser o que deveria ser?

A quantidade necessária de códigos para isso poderia estar até mesmo na foto de um candidato, ou pior, escondida nos chips internos da urna. Podem até mesmo estar nos super seguros programas de inicialização, que obviamente precisam ser diferentes para cada estado ou mesmo cidade e que nunca tive notícia que sejam auferidos por alguém.

Uma vez acionados, tais programas podem simplesmente mudar o código do programa principal, fazer o que quiserem com os votos internamente e depois se auto destruírem. Notem que não estou dizendo que acontece isso, mas que PODERIA acontecer e ninguém iria perceber, já que tudo — menos nosso sagrado voto — voltariam a ser o que deveria estar lá.

E neste caso a fraude está feita e ninguém vai saber que aconteceu, pois as provas foram apagadas, assim como o TSE fez com o registro da presença de um hacker, que passeou pelos sistemas do TSE por meses e que só descobrimos porque ele mesmo tornou isso público.

Se deixar por conta dos responsáveis pela segurança das urnas, vão dizer que nunca existiu este hacker, mas ele está preso, por ordem do TSE, então ele existe e se poderia inclusive descobrir quem lhe deu a senha para acessar o sistema, o que ele fez e no que mexeu… só que este log (um registro das atividades) foi simplesmente apagado, pelos próprios irresponsáveis que afirmam sistematicamente que as urnas são invioláveis.

E pior… o presidente da república está sendo acusado de ter tornado isso público, sendo que deveria ser segredo de estado, mas #SQN, pois se tornou segredo somente depois que o presidente tornou isso público.

Olhem o nível da trapaça… e querem nos convencer de que tudo é inviolável? Ou nos convencer de que a “culpa é do Bolsonaro”.

O que vai acontecer, quando os votos finalmente começarem a ser impressos e permitam uma auditoria é que vamos descobrir o óbvio: que o sistema não funciona, isso ficará claríssimo como a cachaça que o Lula tanto gosta.

E não é por fraude que não funciona, mas por INCOMPETÊNCIA, são 150 milhões de votos para serem verificados, mais de 500 mil urnas para serem auditadas em um número de locais que variam de aldeias indígenas ou pequenas vilas no sertão, até cidades como mais de 10 milhões de habitantes, como São Paulo.

E ficam estes nobres e distintos irresponsáveis pelo TSE querendo nos fazer crer que nenhuma urna dá problema ou pior, que em nenhum dos milhares de locais de voto não é usado o tal voto feito manualmente, que é o que acontece quando uma urna “dá pau” e tiveram que recorrer ao plano B, ou seja, votar no papel, exatamente como o sinistro ministro disse que seria uma volta a idade a pedra.

Qualquer um que tenha trabalhado como voluntário no sistema sabe disso, mas disso não fazem propaganda, ou seja o ministro Barroso sabia que estava fazendo uma fakenews ao alegar que o voto feito manualmente “não existe mais”.

Porque só ele pode mentir, omitir e principalmente, se meter no que não é de sua conta?

Claro que é muito mais cômodo varrer todos os eventuais problemas para baixo do tapete e lá no final posar para a foto e dizer que “tudo deu certo”.

Pelo mesmo motivo não querem as forças armadas auditando o processo, porque estas falhas virão a público e o mundo todo vai saber que nossa urna sagrada é em si própria uma fraude. Fazem toda essa palhaçada com “auditores independentes” que são apenas empresas de fachada, regiamente pagas pelo TSE e que nunca vão encontrar falha nem se estiver na cara deles.

Os irresponsáveis pelas urnas se especializaram justamente em mentir, em fingir que nada dá errado e há 25 anos vem enganando o povo, como — alias — sempre fizeram os norte americanos. Ou alguém acha MESMO que nunca aconteceu este tipo de problema antes lá nos EUA? Basta caçar no Google e vão descobrir que estas ocorrências são uma rotina, sempre tem falhas, mas eles assumem.

Desta vez deu ruim porque foi justamente com alguém que nunca soube perder. Então moveu mundos e fundos para provar algo que ninguém queria que fosse provado, que a tal democracia de que tanto ser orgulham os norte americanos poderia ser fraudada, foram tantas as “provas” apresentadas que fica difícil se fingir de cego.

Isso me faz lembrar um causo, lá no condomínio onde eu morava. Um grupo de condôminos se irritou contra um sindico e de repente apareceram com umas notas fiscais falsificadas e tiraram o cara do posto. A subsíndica assumiu mas tudo parou, porque ninguém resolvia a pendência que se instaurou, por não ter sido passado o cargo, feitas as contas. Então aceitei ir lá e resolver isso, fui com a mulher do ex-síndico, que me passou as contas, na presença dos advogados da empresa que cuidava das cobranças e tudo mais.

Dias após recebo uma notificação, me informando que eu deveria participar de uma reunião, na qualidade de ACUSADO, onde a acusação seria ter participado das trapaças do ex-sindico, que eu sequer conhecia direito.

Lá fizeram como o Tramp… apresentaram uma série de notas fiscais falsas, que eu deveria saber que eram falsas, algo que não era sequer minha atribuição, fui lá conferir os números e pegar os documentos e fiz isso da forma mais transparente possível, tanto que exigi cópias dos documentos.

E foi neste momento que perguntei para a subsíndica, que havia assumido o papel de síndica, como ela sabia que as notas eram falsas. Ela alegou que foi nas empresas e comparou as notas com as que lá estavam.

Poxa… mais de mil notas e ela foi em TODAS as empresas para comparar? E mais, ela era subsíndica, muitas das notas foram de compras que ela mesma tinha feito, ou seja… ela SEMPRE SDUBE que as notas eram falsas, sabia exatamente quais empresas tinham aceitado forja-las, algumas colocando valores diferentes do que foi comprado, em total cumplicidade.

E queriam me acusar de “ter participado”. Como o apartamento era do CDHU estavam presentes advogados do CDHU e outros funcionários, que imediatamente me pediram desculpas, assinaram um documento me isentando de qualquer culpa e ficou claro sim que o síndico tinha roubado, mas a subsíndica, que os acusava do roubo também era parte da maracutaia toda.

Mas o mais interessante é que quando houve a eleição para novo síndico quem “ganhou” foi exatamente a mulher do ex-síndico, aquele que roubava, como se sua mulher não “soubesse de nada” igual a um certo ex-presidente que nunca “sabia de nada” e quer voltar a governar.

Infelizmente é assim que as coisas  “funcionam” neste país, todo mundo se faz de besta e na hora que “dá ruim” acusam justamente quem fez a única coisa honesta e correta de ser culpado, como fizeram comigo.. ou tentaram, mas não tenho a paciência do Bolsonaro e a partir daquele dia toda reunião de condomínio que teve no prédio acabou com a polícia sendo chamada, quase sempre por mim.

Aquilo era um modelo de Brasil. Praticamente todos os condomínios são…

Problemas existem para serem solucionados e se houvesse um empenho em fazer isso e não apenas sorrir e fingir que está tudo bem, já teriam sido resolvidos há muito tempo.

Mas para isso é preciso também o empenho do povo, não é mais admissível achar que Lula e Obama são a mesma coisa só porque ambos são da esquerda ou achar que por serem “de direita” Bolsonaro e Tramp são parecidos.

Nem que fossem, nem que me provem que Bolsonaro colaborou para o suicídio de um irmão e que meteu as mãos na sua herança antes do pai morrer, usando das maiores cafajestices eu o acharia igual ao Tramp, que fez tudo isso e muito mais.

Ser “de direita” ou “de esquerda” não torna absolutamente ninguém “igual” ou mesmo diferente, cada pessoa é a essência do que pratica e isso é fácil de observar, basta ter acesso ao histórico da pessoa. Se roubou, vai roubar de novo e talvez se fosse honesto vai roubar do mesmo jeito, porque as tentações são muitas.

“E que fique claro, deixar roubar é o mesmo que fazer parte da quadrilha.” (Divino Leitão)

Bolsonaro é um brasileiro como todos nós, certamente cometeu seus erros (como todos nós) mas no momento dedica sua vida (quase literalmente) a tirar o Brasil de uma situação na qual foi colocado porque ninguém suportava mais o desajustado mental, formando sua quadrilha com um monte de pilantras bem mais inteligentes que ele e dos quais jamais saberemos os nomes, alguns sabemos, mas continuam operando, como por exemplo o indivíduo da charge a seguir. Já o ministro não sei quem é… acredito piadamente que nenhum se deixaria ser manipulado pelo pilantra golpista.

Charge mostra Michel Temer manipulando um fantoche que representa um ministro do STF, careca.

O problema é ver toda uma estrutura e mentira ser preparada para tentar colocar no poder um sujeito que esteve preso por mais de dois anos, que foi julgado em diversas instâncias e que ainda assim quer ser presidente do Brasil… deveria agradecer só por estar solto.

No entanto não é com Lula que temos que nos preocupar, pois é um bosta, assim como está sendo o Biden nos EUA, estes dois sim podem ser comparados, embora Biden nem sempre tenha sido um idiota, só está gagá, assim como deve estar Lula, que acredita no que ele mesmo anda dizendo por ai e nas falsas pesquisas que dão sua vitória como certa.

Pensem… quem paga estas pesquisas? Quem as faz? A quem interessam?

Eu temo sinceramente pela vida do Bolsonaro, já tentaram uma vez acabar com ele (e sabemos bem quem foi) e as pessoas que estão interessadas em que ele saia da presidência não pensam duas vezes em “eliminar o problema” só não fizeram ainda porque como mártir o Bolsonaro será ainda pior, as pessoas não vão esquecer e nem todo um STF vai conseguir impedir uma revolução no pais, algo que inclusive já temos na história, com um sujeito que é venerado como “santo” mas foi — ao mesmo tempo — um dos maiores carrascos do pais e nem vou dizer quem é, pois quem sabe das coisas sabe de quem estou falando e quem não sabe… não vai acreditar. Também se vendia como “pai dos pobres”, até isso o Luladráo rouba,

E não foi o único, o Brasil é um dos países onde mais se matou politicamente e talvez o único que não se preocupa em investigar, a fila é longa e junta nomes de bandidos com o de heróis, sempre colocando um véu de mistério sobre a verdade por trás de suas mortes.

Os EUA também tem um histórico lamentável de presidentes assassinados, mas lá fingem investigar seriamente e sempre apresentam um culpado. Aqui protegem os culpados.

Claro que espero que corra tudo bem, como a maior parte dos brasileiros e não apenas os que votam, pois hoje uma criança de 10 anos já tem condições de pesquisar o que está acontecendo e saber das coisas.

Minha sobrinha com esta idade sabe mais que a maioria dos adultos que conheço.

Quando eu tinha 10 anos uma revolução acontecia e eu nem fiquei sabendo, quando finalmente acordei para isso estávamos em uma chamada “ditatura militar” só que eu era militar, estava lá dentro e não vi nenhuma ditadura, pelo contrário, vi o pais crescer, mas perder muito, porque militares fardados não foram feitos para governar, mas quando tiram a farda e assumem a luta pelo povo — como faz Bolsonaro — então a situação pode mudar.

Os EUA são conhecidos no mundo todo como “campeões da democracia”, sabemos que não é bem assim, já lutaram uma sangrenta guerra civil para fazer algo que no Brasil, apenas com uma canetada de alguém com mais inteligência que todos aqueles notáveis dos EUA, que assinaram conjuntamente pelo fim da escravidão.

D. Pedro II fez de forma tranquila e sem revoltas, mas ainda assim foi banido do pais, justamente por esta canetada e veio no lugar essa republiqueta de merda, que nos inferniza até hoje.

Claro que não é a forma de governo que resolve as coisas, mas sim pessoas e nunca mais teremos alguém como D. Pedro II, seria como desejar a volta de Einstein para resolver os problemas que outros criaram justamente usando sua genialidade, poucos sabem disso, mas foram as teorias de Einstein que permitiram a construção da famosa bomba H, embora ele nunca tenha colaborado com isso, mas também não fez o suficiente — nem tinha como — para impedir.

Dizem que Santos Dumont suicidou-se por ver sua invenção ser usada para a guerra… adoro Santos Dumont, mas acho que o motivo de seu suicídio foi mais ter que lidar com a ideia de que não foi ele a inventar o avião, algo que até hoje os brasileiros tem dificuldade para admitir.

Hoje basta querer aprender um pouco mais, aproveitar que temos a informação ao nosso alcance e não podemos mais nos dar ao luxo de cometer os mesmos erros anos a fio.

Neste ponto estamos ganhando dos EUA, pois se acomodaram no papel de “donos do mundo” e nem perceberam que justo algo que nasceu lá, agora pertence ao mundo… então se esforçam para encher o espaço de lixo, achando que a conta será paga por todos depois e vai ser sim, ou perderemos todos, mas a conta deles vai ser maior, porque se o mundo virara as costas para eles, será o México a querer construir um muro para os americanos não entrarem.

Enquanto isso vendem incessantemente a falsa ideia de que o problema do mundo é o combustível e a energia e buscam uma terceira guerra justamente para eliminar pessoas e ampliar a oferta de alimentos, acham que assim vão tornar o mundo melhor, por isso a implicância com a China, que tem quase 1/3 da população total do planeta.

Aprendi com um cara muito legal, o Henfil, que não existem maus chineses e bons americanos ou maus russos e bons ingleses e franceses, que também já se acharam “donos do mundo”.

O que existem são pessoas, que se forem bem educadas vão aprender a conviver com as outras pessoas, independendo de sua nacionalidade e isso é algo que nós — brasileiros — com todas as dificuldades praticamente nascemos sabendo. Evitamos guerras e recebemos de braços abertos os imigrantes, eles que eventualmente abusam um pouco de nossa hospitalidade.

Por isso não podemos entregar nosso país a quem deseja a ignorância e um povo servil, sei que quem ouve este sujeitinho de nove dedos falar as besteiras que fala, após seu histórico de bravatas e canalhices não pensaria jamais em coloca-lo na posição de novamente permitir que nos subjuguem, pois ele só quer o poder… mas os que estão por trás dele querem o retrocesso e a tomada de nosso pais.

Já o povo norte americano, creio que sabem que o poder não dura tanto, basta depor quem tentar ser ditador, algo que nunca tiveram em sua história, ou melhor dizendo… tiveram sim, mas foram chutados fora, assim como o Tramp sempre gostou de fazer, até fazerem com ele, ainda que de forma canalha, mas a única forma de lidar com canalhas é agir como eles.

E olhem o maior exemplo do Bolsonaro, não age como os canalhas, demonstra uma serenidade que chego a invejar. Podia colocar no STF juízes que explodissem o lugar em sua defesa, mas optou por fazer o mesmo que fez nos ministérios, colocar pessoas técnicas e que poderiam fazer tudo continuar a andar, quando, seja por fim de carreira ou outras formas, tiver que deixar o cargo, que duvido que realmente tenha o apreço que afiram que ele tem.

Lula tem por trás pessoas interessadas em sua imbecilidade e falta de noção, Bolsonaro tem por trás pessoas inteligentes e interessadas em ver o Brasil assumir seu lugar de direito neste mundo novo, que vem se consolidando.

Então se é para ser um jogo e ser 7 x 1, que seja 7 para o Brasil, porque os EUA estão justamente no caminho inverso.

Nada contra os norte-americanos, afinal ninguém merece maus governantes, mas foram eles que escolheram né?

E se você leu até aqui, obrigado, as vezes entro em devaneios enquanto escrevo mas faço com a certeza de que de alguma forma inspiro algumas pessoas a buscarem fazer melhor do que estão fazendo.

Este foi meu primeiro texto neste tópico de política, bem melhor escrever em meu próprio site do que nas redes sociais, coloco lá o link e quem quiser que venha ver.